Falcão, estamos lhe aguardando…

Segundo apuração do jornal francês Foot-Sur7, Falcão Garcia esteve fortemente ligado à clubes da Major League Soccer, popularmente conhecida como MLS.

O jogador que atualmente defende o Chelsea por empréstimo, possui vínculo com o clube londrino até o final da temporada e os ingleses não devem exercer a função de compra pela chegada da nova comissão técnica de Antonio Conte e a possível saída de Alexandre Pato – o que evidencia ainda mais o intuito do clube de se desfazer dos atacantes e ir atrás de nomes mais consagrados no mercado.

Com passagens recentes pelo Manchester United e agora no Chelsea, El Tigre vê cada vez mais seu futuro ser dado como incerto e já encabeça a lista dos 10 jogadores mais desvalorizados do futebol europeu.

Só para ter uma ideia, em janeiro de 2014, Falcão custou aos cofres do Monaco o valor de 60 milhões de euros; após três anos o colombiano, hoje, está valendo apenas 23 milhões de euros, totalizando um déficit de 37 milhões no total.

Visto o crescimento da MLS e o assédio por jogadores que atuam em grandes clubes da Europa, Falcão descarta a possibilidade por hora de jogar na terra do Tio Sam e diz que pretende continuar jogando no continente europeu. Durante uma entrevista concedida para o jornal ProSoccerTalk, afirmou:

“Alguns jogadores colombianos jogam na MLS e depois, claro, já existem algumas grandes estrelas, como Andrea Pirlo, Kaká e Giovani dos Santos. Eu não diria que não, mas por enquanto eu quero permanecer no futebol europeu. Eu ainda tenho muitos anos para jogar aqui na Europa.” 

Pelo alto custo que o atacante possui, salário, além do fator de sua idade e a fase que vive, nenhum outro clube deve investir numa contratação tão arriscada como esta. Algo que deixa bem claro próximo caminho do jogador: a volta ao Principado.

Talvez este não seja o destino pleiteado pelo atacante, isto porque quando saiu do Monaco rumo à Inglaterra e a chamada “Melhor Liga do Mundo” foi coberto de expectativas e, no final das contas, tudo desandou na carreira do colombiano.

Claro, claro, esquecemos de mencionar também sua lesão e o time horrível do United. Mas isso é história para outros carnavais. Falcão ainda possui lenha para queimar. Basta olhar como exemplo o Diego Costa que despontou no mesmo Atlético de Madrid do colombiano, num período mais tardio da carreira e anota muitos gols por temporada. Nada está perdido.

Reitero o (meu) desejo de ter Falcão vestindo o vermelho e branco do time mais elegante da França. Não merecemos o Love, tampouco o Traoré entre os 11 iniciais. Deixe a vaidade de lado e volte para o Principado.

Em meio à tanta especulação que poderá (ou não) aparecer nos próximos meses é inegável que seu lugar é aqui. Portanto, pode até não parecer, mas nós precisamos de você, Falcão.

#DagheMunegu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s